MOSTRA DE PÔSTERES

A DANÇA EM VIDEOCLIPE: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA E PROCESSO CRIATIVO

Andreza Rodrigues (Bolsista PBEXT- Ação Afirmativa) – UFMG*

Carolina Amaral Lopes dos Santos (Bolsista PBEXT) – UFMG**

Carolina Neves de Almeida (Bolsista PBEXT) – UFMG***

Helbert Junio Alexandrino dos Santos – UFMG****

Profa. Dra. Isabel Cristina Vieira Coimbra Diniz (Orientadora PRODAEX) -UFMG)*****

RESUMO: Em meio a um “novo normal” gerado pela presença do vírus Covid-19, a tentativa de adaptação ao momento atual é uma forma de procurar adequar a vida e suas várias esferas a um período de incertezas e receios. Por outro lado, esse tempo também se mostrado como um tempo de reinvenção, de superação e de união. O distanciamento físico, não precisa significar solidão e ruptura. Este trabalho tem como objetivo relatar a experiência dos alunos bolsistas PBEXT da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) durante o período de pandemia e distanciamento físico vivido, e compartilhar o resultado do projeto “Clipe de Dança”, realizado a partir de uma pesquisa descritiva em processo criativo, desenvolvida pelo Grupo Cia Dança 1 do Programa de Dança Experimental (PRODAEX) da UFMG  durante a Pandemia em 2020. A base teórica do processo se encontra numa revisão de literatura de artigos produzidos e publicados pela professora Isabel Diniz, orientadora e coordenadora do PRODAEX desde 2000.

PALAVRAS-CHAVE: Dança. Ritmos. Redes Sociais. Cibercultura. Isolamento social. Processo Criativo


* http://lattes.cnpq.br/5470584886273487

** http://lattes.cnpq.br/6321722956943409

*** http://lattes.cnpq.br/3790024374277575

****  http://lattes.cnpq.br/9169718290008174

***** http://lattes.cnpq.br/8193448308248291


Apresentação Oral:

Comuniação Oral

**************************************************************************

ENSAIO: IMPORVISAÇÃO COMO PRÁTICA ARTISTICA NA CRIAÇÃO DA VIDEODANÇA “CORPOS, CONFIN(S) CONFINADOS

Gisele Kliemann – UFPR*

Aline Maciel Rodrigues – UFPR **

Icaro Iago Santos de Almeida-UFPR***

Pablo Passos Nogueira Nunes-UFPR****

Willian Lopes Pereira-UFPR *****

RESUMO: O presente ensaio foi desenvolvido como parte da pesquisa em andamento no Projeto de Iniciação Científica – “Improvisação como prática artística-pedagógica na licenciatura em artes”, vinculado ao Curso de Licenciatura em Artes da UFPR”. A improvisação como método de investigação e criação em dança foi o eixo teórico-metodológico para o desenvolvimento deste ensaio, a partir da leitura de alguns autores: Suzana Luz, Gabriela Di Donato Salvador Santinho,  Kamilla Mesquita Oliveira, Jörg Shmid,  Jussara Setenta, Krischke e John Dewey, cujos conceitos e abordagens consideramos relevantes para um ensaio de improvisação individual com o objetivo de oportunizar aos estudantes participantes da Iniciação Científica, a experimentação na criação de um vídeodança por meio das mídias digitais. As improvisações foram estimuladas pela temática do confinamento na quarentena. O resultado foi a criação coletiva do vídeodança “CORPOS, CONFIN(S) CONFINADOS”, para a Mostra de vídeodança do 16º Seminário Internacional Concepções Contemporâneas em Dança.

PALAVRAS-CHAVE: Corpo. Prática Artística, Improvisação. Confinamento. Vídeodança


*     http://lattes.cnpq.br/8372580056990987)  (orientadora)

**    http://lattes.cnpq.br/9845686536541606

***   http://lattes.cnpq.br/8339212119368437

****  http://lattes.cnpq.br/8054362969199292

*****http://lattes.cnpq.br/8736082296541461

Comunicação Oral

**************************************************************************

DANÇA & PROSA: INOVAÇÃO E EXPERIÊNCIA 

Carolina Neves de Almeida (Bolsista PBEXT) – UFMG*

Andreza Cristina Oliveira Rodrigues (Bolsista PBEXT- Ação Afirmativa) – UFMG**

Carolina Amaral Lopes dos Santos (Bolsista PBEXT) – UFMG***

Helbert Junio Alexandrino dos Santos (Bolsista PBEXT- Ação Afirmativa) – UFMG****

Profa. Dra. Isabel Cristina Vieira Coimbra Diniz (Orientadora PRODAEX) UFMG *****

RESUMO: Dança & Prosa é um projeto do Programa de Dança Experimental da UFMG que acontece por meio de lives síncronas todas as segundas feiras no final da tarde no aplicativo Instagram no perfil @dancaexp. O objetivo das lives é discutir sobre a dança como área de conhecimento, com abordagens no âmbito da pesquisa, do ensino, de metodologias e da produção de arte. O projeto teve seu início com a pandemia covid-19 em 2020 e da necessidade de isolamento social. As narrativas de cada live vêm provocando curiosidade passional, como um excesso de /querer-saber/ justificando o tempo que esse destinatário se desliga de sua rotina para se envolver no texto enunciado na tela do celular durante cada Dança & Prosa. Em nossa  base teórica ressaltamos Jorge Larrosa Bóndia em seus escritos sobre o conceito de “experiência”.

PALAVRAS CHAVE: Dança. Conhecimento. Arte. Linguagem. Cultura. Dialogismo.


* http://lattes.cnpq.br/3790024374277575

** http://lattes.cnpq.br/5470584886273487

*** http://lattes.cnpq.br/6321722956943409

**** http://lattes.cnpq.br/9169718290008174

***** http://lattes.cnpq.br/8193448308248291

Comunicação Oral

**************************************************************************

PELAS LINHAS CURVAS DA PAMPULHA: A CIA DANÇA 1 /PRODAEX/UFMG EM CENA

Carolina Amaral Lopes dos Santos (Bolsista PBEXT) – UFMG*

Andreza Rodrigues (Bolsista PBEXT- Ação Afirmativa) – UFMG**
Carolina Neves de Almeida (Bolsista PBEXT) – UFMG**

Helbert Junio Alexandrino dos Santos (Bolsista PBEXT- Ação Afirmativa) – UFMG****

Profa. Dra. Isabel Cristina Vieira Coimbra Diniz (Orientadora PRODAEX) – UFMG)*****

RESUMO: O arquiteto Oscar Niemeyer e suas obras arquitetônicas, tem grande importância e relevância não só no cenário da arquitetura, mas também no cultural e histórico nacional. Pensando nesse contexto foi desenvolvido o projeto PELAS LINHAS CURVAS DA PAMPULHA: A CIA DANÇA 1 /PRODAEX/UFMG EM CENA, que é uma pesquisa de abordagem qualitativa desenvolvida pelo Programa de Dança Experimental (PRODAEX) da Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional (EEFFTO) e do Grupo de Pesquisa Concepções Contemporâneas em Dança (CCODANÇA) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) desenvolvida entre 2018 e 2019. Os objetivos da investigação foram compreender a representação do cenário arquitetônico da Pampulha, por meio das linhas e das curvas das obras pesquisadas que conectam a paisagem urbana com as linhas do cotidiano e; apreender/interpretar essa conexão, seus signos e significados por meio da linguagem da dança. O campo para a pesquisa foi a Pampulha, mas delimitado pela Casa do Baile, pela Igrejinha de São Francisco, pelo Museu de Arte Moderna e pela casa de Juscelino Kubistchek. A principal base teórica do trabalho está em Algirdas Greimas, Rudolf Laban e Jorge Larrosa Bondía.

PALAVRAS-CHAVE: Dança. Processo Criativo. Experiência. Inserção Urbana. Semiótica Francesa.


* http://lattes.cnpq.br/6321722956943409

** http://lattes.cnpq.br/5470584886273487

***  http://lattes.cnpq.br/3790024374277575

**** http://lattes.cnpq.br/9169718290008174

*****  http://lattes.cnpq.br/8193448308248291

Comunicação Oral

**********************************************

PÍLULAS EM DANÇA: UMA ESTRATÉGIA EM TEMPO DE PANDEMIA

Helbert Junio Alexandrino dos Santos (Bolsista PBEXT- Ação Afirmativa) – UFMG*

Andreza Rodrigues (Bolsista PBEXT- Ação Afirmativa) – UFMG**

Carolina Amaral Lopes dos Santos (Bolsista PBEXT) – UFMG***

Carolina Neves de Almeida (Bolsista PBEXT) – UFMG****

Profa. Dra. Isabel Cristina Vieira Coimbra Diniz  (Orientadora PRODAEX) -UFMG *****

RESUMO: Pílulas em Dança é um projeto do Programa de Dança Experimental (PRODAEX) da Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional da Universidade Federal de Minas Grais (EEFFTO//UFMG) que surge durante a pandemia do covid-19. Com a necessidade isolamento social, todas as atividades intencionistas presenciais na UFMG foram suspensas. No projeto Pílulas em Dança, o objetivo original, de compartilhar com os sujeitos participantes das atividades um saber específico em forma de uma atividade física monitorada, voltada para a experimentação de ritmos e estilos de dança diferentes de maneira criativa, foi mantido. o caminho metodológico foi de disponibilizar e proporcionar ao participante a experiência e aprendizagem de alguns estilos de dança. por meio de lives via celular. Assim foi dada a continuidade às oficinas de dança que aconteciam semanalmente pelo perfil do PRODAEX (@dancaexp) no Instagram através de lives síncronas (ao vivo). Num processo dialógico, as “Pílulas Dançantes” têm se mostrado aberturas para o saber a partir da experiência tanto para o sujeito que ministrou a oficina (enunciador), como para o sujeito do outro lado da tela (enunciatário). Ambos perceberam seus corpos em movimento, numa construção de uma dança que se deu a ver, mediada pela interface do celular ou do computador.

PALAVRAS-CHAVE: Dança. Ensino. Experiência. Inclusão. Redes Sociais.


* http://lattes.cnpq.br/9169718290008174

**  http://lattes.cnpq.br/5470584886273487

*** http://lattes.cnpq.br/6321722956943409

**** http://lattes.cnpq.br/3790024374277575

***** http://lattes.cnpq.br/8193448308248291

Comunicação Oral

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s